Conteúdos

Entenda quais são as principais doenças renais crônicas e saiba como evitá-las

1 minuto atrás
Entenda quais são as principais doenças renais crônicas e saiba como evitá-las
Entenda quais são as principais doenças renais crônicas e saiba como evitá-las

    Assine a nossa newsletter

    e tenha acesso aos nossos materiais educativos diretamente na sua caixa de e-mail. Basta preencher os campos abaixo:

    O funcionamento dos rins pode ser comprometido por diversas doenças que se desenvolvem de forma lenta, exigindo tratamento e acompanhamento médico para garantir a qualidade de vida do paciente. Para evitar que isso ocorra com você, deve-se conhecer as principais doenças renais crônicas.

    Dessa forma, será possível modificar os hábitos atuais para evitar esse problema e ainda identificar a doença precocemente, evitando sua complicação.

    Continue lendo para conferir quais são as principais doenças renais crônicas, o porquê delas ocorrerem, como se prevenir e qual a seriedade de cada uma.

    O que são doenças renais crônicas?

    Antes de falarmos sobre as principais doenças renais crônicas, é indispensável saber como diferenciar essas doenças. Na medicina, quando há um problema que se desenvolve repentinamente e tem curta duração, chamamos doenças agudas. Um exemplo é a inflamação da garganta ou uma infecção urinária.

    Mas também há aquelas doenças que apresentam uma progressão lenta, normalmente acompanhadas de poucos sintomas até chegar nos estágios mais avançados. Elas tendem a ter uma longa duração, podendo acompanhar os pacientes por toda a vida. Esses casos são chamados doenças crônicas. Entre os principais exemplos, podemos citar câncer, pressão alta e diabetes.

    Quais são as principais doenças renais crônicas?

    Confira quais são as principais doenças renais crônicas, seus sintomas e como evitá-las.

    Cálculo renal

    Também chamado litíase renal, pedras nos rins ou cálculo renal, esse problema afeta cerca de 1 a cada 10 pessoas no Brasil, acometendo mais jovens e adultos, entre 20 e 35 anos. Essa doença ocorre quando há a cristalização dos minerais excessivos da urina, que se tornam pequenas pedras localizadas no órgão responsável pela filtragem do sangue.

    Existem os casos agudos, em que o cálculo é removido rapidamente de forma natural ou através de uma cirurgia. Mas, também, há pacientes que as pedras obstruem o fluxo urinário por longos períodos, o que causa da diminuição da função renal de forma rápida e pode resultar na perda do órgão permanentemente.

    Como prevenir?

    Esse problema ocorre por diversos fatores, incluindo questões genéticas. Mas, em geral, pode-se prevenir a formação das pedras nos rins através de bons hábitos, como:

    • ingestão de bastante líquido, de preferência água;

    • evitar comidas com muito sal, proteínas e

    • não ter uma dieta com muito cálcio.

    Além disso, também é importante ficar atento para os sintomas iniciais, que incluem dor na lombar, náuseas e presença de sangue na urina. Quando isso ocorrer, vá ao médico quanto antes e evite quadros crônicos.

    Pielonefrite crônica

    Pielonefrite é o nome técnico da infecção nos rins. Nos casos crônicos, esse problema ocorre de maneira contínua e, quando não tratado, pode levar à perda da função renal permanentemente.

    Nesses casos, há o desenvolvimento de insuficiência renal terminal e é necessário fazer a filtragem do sangue artificialmente, por meio da hemodiálise ou dialise peritoneal.

    Como prevenir?

    Para a prevenção da infecção nos rins, recomenda-se a ingestão de água de forma frequente. Além disso, também é importante realizar a higiene íntima após as relações sexuais e ter um acompanhamento médico constante.

    Câncer de rim

    O câncer de rim também está entre as principais doenças renais crônicas e, normalmente, ocorre em pacientes que contam com diversos cistos nesse órgão. Nessa doença, há a destruição do tecido saudável, o que faz com que o rim pare de funcionar gradualmente.

    No começo não é acompanhado de sintomas, o que dificulta o diagnóstico precoce. Já em casos mais avançados, há sangue na urina.

    Como prevenir?

    A prevenção do câncer de rim é feita da mesma forma que para outros tipos de neoplasia, por meio da remoção ou controle dos fatores de risco, como:

    • tabagismo;

    • sobrepeso;

    • hipertensão e

    • sedentarismo.

    Diabetes e hipertensão

    Apesar de não serem exatamente doenças renais crônicas, essas doenças influenciam diretamente no funcionamento dos rins, diminuindo a sua capacidade de filtrar o sangue. Caso não sejam tratadas, há uma deterioração progressiva que pode levar ao estágio mais sério, chamado terminal, o que exige o transplante ou a realização de tratamentos, como a hemodiálise.

    Como prevenir?

    Para prevenir as complicações da diabetes e da hipertensão, é preciso controlar essas doenças e realizar exames periódicos para avaliar a capacidade de filtração dos rins.

    Se você desconfia ter uma das principais doenças renais crônicas, é essencial procurar por um nefrologista para fazer exames e receber um diagnóstico. Vale ressaltar que quanto mais se espera para ir ao um médico, mais avançada pode ficar a doença.

    Se você ainda tiver alguma dúvida sobre o tema, entre em contato conosco. Somos uma clínica de Florianópolis especializada na saúde dos rins.

    A Clinirim – Clínica do Rim e Hipertensão Arterial é uma instituição de saúde localizada em Florianópolis (SC) que tem como principal objetivo oferecer bem-estar e qualidade de vida para pacientes portadores de doenças renais crônicas.