Conteúdos

Diabetes pode afetar a saúde dos rins?

4 meses atrás
Diabetes pode afetar a saúde dos rins?
Diabetes pode afetar a saúde dos rins?

    Assine a nossa newsletter

    e tenha acesso aos nossos materiais educativos diretamente na sua caixa de e-mail. Basta preencher os campos abaixo:

    Algumas doenças crônicas podem afetar órgãos do corpo e comprometer a saúde de forma mais grave. Pacientes diabéticos encontram-se em estado de risco para desenvolver outras condições. Você já ouviu falar que o diabetes pode causar problemas nos rins?

    Ele é causado pela falta ou pela insuficiência da produção de insulina pelo pâncreas. A condição pode provocar complicações que comprometem o coração e os olhos, entre outros danos. Em estágios mais graves, pode provocar a perda de vida.

    Segundo publicação do Ministério da Saúde (MS) o Brasil ocupa o quinto lugar no ranking de quantidade de diabéticos no mundo. China (1º),Índia (2º),Estados Unidos (3º) e Paquistão (4º) estão nas primeiras colocações. Conforme o MS, atualmente no país existem 16,8 milhões de diabéticos, com idade entre 20 a 79 anos. Ainda segundo o órgão, a estimativa da doença é de 21,5 milhões de diagnosticados até 2030.

    A incidência tem aumentado e também cresceu o número de mortes precoces causadas relacionadas com o diabetes. Por isso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera o diabetes um problema de saúde pública mundial. Entre seus danos, pode prejudicar gravemente os rins, se não for controlada. Preparamos um artigo para explicar como isso acontece.

    Como o diabetes pode afetar a saúde dos rins?

    Segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) em média 25% dos pacientes que têm diabetes tipo 1 desenvolvem insuficiência renal. Esse índice abaixa para 5% a 10% entre os diabéticos do tipo 2. Esses dados não deixam dúvidas de que essa condição pode afetar a saúde dos rins.

    Como isso acontece? A doença é caracterizada pelo aumento da glicose no sangue. Esse índice elevado faz com que o rim se sobrecarregue no processo da filtragem do líquido. O esforço realizado pelo órgão acaba fazendo com que ele perca proteínas na urina. Isso se chama nefropatia diabética.

    Com o passar do tempo e o excesso da glicose, os rins acabam reduzindo sua função lenta e progressivamente. Muitas vezes levando a paralisação total e a necessidade da hemodiálise.

    Segundo um estudo publicado no Jornal da USP, 65% dos pacientes que estão em diálise são hipertensos ou diabéticos.

    Como prevenir?

    Já sabemos que o diabetes pode afetar a saúde dos rins e como isso acontece. Dessa forma, é preciso seguir um rígido controle dos níveis de glicose no sangue. No caso de hipertensão, essa também precisa estar equilibrada. Mas como fazer isso?

    Siga rigorosamente as orientações do seu endocrinologista. Possivelmente ele indicará o uso de medicação para o controle da glicemia. Também irá orientar uma mudança na rotina alimentar. Em relação às refeições, o ideal é contar com ajuda profissional de um nutricionista. Muitos diabéticos têm o hábito de comer frutas e legumes à vontade. Muitos desses alimentos são ricos em frutose, o que pode prejudicar no controle glicêmico. Da mesma forma que a ingestão de carboidratos, sal e gordura deve ser controlada.

    É importante também se manter ativo. Por isso, faça uma atividade física diariamente. Respeitando sua condição física, caminhe, nade, pedale ou corra. Aproveite a oportunidade para descobrir um novo esporte e se dedique à prática.

    Consultas periódicas ao endocrinologista são fundamentais para prevenir o diabetes ou controlá-lo. Da mesma forma, tornam-se essenciais na prevenção das doenças renais. Por isso, visite o médico regularmente e realize o teste de glicemia. O ideal é medir a glicose com frequência.

    Para prevenir doenças renais, o indicado é realizar, com o check-up, o exame de urina para medir o nível de creatinina. A partir desse índice é possível avaliar a capacidade de funcionamento do órgão.

    Quais seus sintomas?

    Explicado como o diabetes pode afetar a saúde dos rins, é hora de saber quais são os sinais que o corpo dá quando isso acontece.

    As doenças renais crônicas (DRC) são silenciosas. Quando apresentam sintomas, eles podem ser confundidos com outras situações. Por isso, muitas vezes não recebem a devida atenção. Podem ser sinais de alerta:

    • inchaços nos pés, tornozelos ou pernas;

    • alterações no volume da urina;

    • falta de apetite;

    • enjoos;

    • fraqueza;

    • coceira;

    • maior necessidade de urinar à noite;

    • presença de sangue ou dor e

    • câimbras.

    Caso note alguma dos sinais acima, o médico deve ser consultado quanto antes. Esses sintomas podem indicar problemas renais.

    Se você ainda ficou com alguma dúvida sobre como o diabetes pode afetar a saúde dos rins, entre em contato conosco. Teremos enorme satisfação em ajudar.