Conteúdos

Testes de função renal para diagnosticar doenças renais

2 meses atrás
Conheça os testes de função renal para diagnosticar doenças renais
Testes de função renal para diagnosticar doenças renais

    Assine a nossa newsletter

    e tenha acesso aos nossos materiais educativos diretamente na sua caixa de e-mail. Basta preencher os campos abaixo:

    Conheça os testes de função renal para diagnosticar doenças renais

    Você leu nosso artigo sobre problemas renais e sentiu algum dos possíveis sintomas de mau funcionamento dos rins?

    Preparamos este artigo para explicar quais são e como funcionam os principais testes de função renal para diagnosticar doenças renais. Continue a leitura e confira!

    Quem deve fazer testes de função renal para diagnosticar doenças renais?

    Qualquer pessoa pode desenvolver problemas renais. No entanto, testes de função renal para diagnosticar doenças renais devem ser realizados com mais frequência pelos grupos de risco. Aqueles que têm mais chance de desenvolver problemas renais são:

    • pessoa com diabetes;
    • pessoas com pressão alta não controlada
    • pessoas com histórico de doença renal na família;
    • pessoas com histórico de diabetes na família;
    • pessoas com histórico de pressão alta na família;
    • pessoa com mais de 60 anos;
    • pessoas fumantes;
    • pessoas obesas;
    • pessoas que realizaram tratamento prolongado com analgésicos;
    • pessoas com má formação do trato urinário.

    Mas preste atenção: a realização de testes também é indicada para todas as pessoas que apresentam um ou mais sintomas de mau funcionamento dos rins, mesmo que não faça parte de nenhum dos grupos citados.

    Quais são os principais testes de função renal para diagnosticar doenças renais?

    Os testes de função renal para diagnosticar doenças renais são exames feitos a partir da análise de:

    • sangue ou
    • urina.

    Até análise rotineiras de amostras de sangue e urina podem dar indícios de problemas renais. Isso acontece porque as quantidades de algumas substâncias no nosso organismo estão direta ou indiretamente ligadas ao bom funcionamentos desses órgãos. Afinal, os rins são os filtros do nosso corpo.

    Testes para diagnosticar doenças renais por meio da urina

    Alguns indícios de mau funcionamento dos rins detectáveis por meio de amostras da urina do paciente são a presença de:

    • proteína na urina;
    • sangue;
    • hemoglobina;
    • células de pus;
    • glicose;
    • gordura;
    • variação na quantidade de
      • cálcio;
      • fósforo;
      • ácido úrico;
      • oxalato;
      • citrato;
      • sódio;
      • creatinina e
    • ácidos em menor quantidade.

    É importante ter em mente que o mau funcionamento dos rins não será necessariamente detectável pela urina. Por isso, também é importante realizar exames de sangue.

    Testes para diagnosticar doenças renais por meio do sangue

    Exames de amostras de sangue também servem como teste de função renal para diagnosticar doenças renais. Assim como acontece com a urina, um hemograma completo de rotina pode dar indícios de mau funcionamento nos rins.

    Se você desconfia que está com problemas renais, o seu médico ficará alerta com os seguintes resultados:

    • hemoglobinas em quantidade abaixo do normal;
    • creatinina em quantidade acima do normal;
    • ureia em quantidade acima do normal;
    • glicose em quantidade acima do normal;
    • ácidos em quantidade acima do normal;
    • sódio acima do normal;
    • potássio acima do normal;
    • cloreto acima do normal;
    • cálcio acima do normal;
    • fósforo acima do normal;
    • colesterol acima do normal;
    • bicarbonato abaixo do normal
    • presença de proteína.

    Existem desafios para o diagnósticos de doenças renais?

    Sim, existem desafios para o diagnóstico de doenças renais. O mais comum é a grande quantidade de casos de problemas renais que ficam assintomáticos por meses e até anos.

    Infelizmente prevalece entre nós uma atitude reativa em relação a nossa saúde. Isto é, só procuramos um médico quando percebemos algum problema. Isso é um grande erro.

    A insuficiência renal crônica é um exemplo de doença que pode começar de forma silenciosa e permanecer assim por muitos anos.

    Quando diagnosticada tardiamente, a qualidade de vida da pessoa já está muito prejudicada. Ao contrário, quando diagnosticada e tratada cedo, a equipe médica conseguirá evitar muitos problemas para o paciente e sua família.

    Ainda sobre a insuficiência renal crônica: os custos com tratamento nos estágios finais da doença são muito mais caros que os procedimentos indicados quando detectados precocemente.

    Como dissemos nos parágrafos anteriores, muito indícios silenciosos de problemas renais podem ser percebidos por meio dos testes de rotina. Assim, se você realizar anualmente os testes indicados, terá mais chances de diagnosticar e tratar precocemente doenças renais.

    E não só isso: os exames de rotina também possibilitam o diagnóstico de outras doenças que, se não tratadas, pode afetar os mais variados órgãos — incluindo os rins. Como a diabetes e a hipertensão, por exemplo.

    Agora que você sabe quais são os principais testes de função renal para diagnosticar doenças renais, siga a Clinirim nas redes socias. Você pode enviar dúvidas e sugestões de conteúdo para os nossos perfis no Facebook e no Instagram. Nos vemos lá!