Conteúdos

Rim e coração: entenda como os dois órgãos estão ligados

1 minuto atrás
Rim e coração: entenda como os dois órgãos estão ligados
Rim e coração: entenda como os dois órgãos estão ligados

    Assine a nossa newsletter

    e tenha acesso aos nossos materiais educativos diretamente na sua caixa de e-mail. Basta preencher os campos abaixo:

    Rim e coração são órgãos vitais à vida do ser humano. Ambos trabalham em conjunto e quando um apresenta uma redução na sua função, prejudica o desempenho do outro. Isso quer dizer que uma doença renal pode favorecer o desenvolvimento de uma doença cardíaca e vice-versa.

    Segundo matéria publicada no portal da Sociedade Brasileira de Nefrologia, SBN, estima-se que 850 milhões de pessoas ao redor do mundo sejam atingidas por uma doença de rim. A instituição ainda informa que um a cada dez adultos apresenta uma doença crônica renal, também conhecida por DCR.

    No Brasil, são 10 milhões de pacientes que apresentam alguma disfunção no órgão. Os rins têm como uma das principais funções controlar a pressão arterial. Portanto, se eles apresentarem alguma deficiência, isso pode afetar o coração.

    Por outro lado, o coração funciona como uma máquina que bombeia todo o sangue do organismo e que passa pelos rins para ser filtrado, logo se ele não funcionar bem, irá prejudicar o desempenho dos rins. Compreenda melhor a ligação no artigo que elaboramos para você.

    Qual é a ligação do rim e coração?

    Para compreender melhor qual é a ligação do rim e coração, é importante entender de forma detalhada a função de cada um desses importantes órgãos.

    O coração funciona como uma bomba que trabalha de forma cadenciada e contínua para direcionar o fluxo de sangue a todas as artérias do corpo. Isso garante que haja irrigação e oxigenação para o organismo.

    Já os rins têm a função de filtrar o sangue bombeado pelo coração para retirar todas as impurezas presentes na circulação e também controlar a pressão arterial.

    Quando o coração apresenta alguma deficiência, ele não consegue bombear devidamente o sangue para o organismo, o que vai impedir que os rins exerçam por completo a sua função, essencial para o bom desempenho cardíaco.

    Por outro lado, insuficiências renais geralmente fazem os rins produzirem mais os hormônios que controlam a pressão arterial, exigindo que o coração trabalhe mais, o que é um fator de risco para a saúde cardíaca.

    Assim, podemos dizer que condições deficitárias do coração podem atingir os rins e vice-versa, caracterizando o que chamamos de síndrome cardiorrenal.

    O que é a síndrome cardiorrenal?

    A síndrome cardiorrenal, como o próprio nome sugere, envolve o rim e coração. É um termo bem amplo que abrange diversas condições que podem estar relacionadas aos dois órgãos.

    Ou seja, uma disfunção em um deles pode prejudicar o desempenho e provocar insuficiência em outro. É importante considerar que o tratamento terapêutico aplicado a uma doença renal, por exemplo, pode levar à insuficiência do coração ou vice-versa em caso de acompanhamento que não seja multidisciplinar.

    A insuficiência renal faz com que o organismo acumule toxinas que deveriam ser filtradas pelos rins, provocando também a calcificação dos vasos sanguíneos, fator de risco para o infarto.

    Já quem apresenta problemas ou doenças cardiovasculares pode sofrer:

    • infarto;

    • trombose cerebral;

    • obstrução das artérias;

    • doença vascular renal.

    As doenças cardiovasculares estão entre as principais causas de óbito em pacientes que realizam diálise, da mesma forma que pessoas com problemas cardíacos apresentam risco considerável de desenvolver insuficiência renal.

    De forma resumida: pacientes renais têm maior probabilidade de desenvolverem uma doença cardíaca e pacientes cardíacos possuem maior risco de desenvolver alguma doença renal.

    Esses riscos são ainda maiores para quem tem pressão alta, por isso, a prevenção é sempre a melhor forma de cuidar do rim e coração.

    Como manter o coração e os rins saudáveis?

    Como vimos, rim e coração dependem um do outro para desempenhar suas funções adequadamente e um problema em um órgão pode comprometer o outro. No entanto, é possível adotar um conjunto de ações preventivas que ajudarão de forma efetiva a mantê-los mais saudáveis.

    Essas atitudes ajudarão a prevenir doenças e contribuir para que as já existentes não evoluam:

    Reduzir a ingestão de sal: a Organização Mundial da Saúde recomenda que o ideal é uma pessoa consumir, no máximo, 5 gramas de sal por dia, isso equivale a menos de uma colher de chá rasa de sal. Para você fazer uma comparação na quantidade, o tradicional pacotinho oferecido nos restaurantes contém 1 grama.

    Beber bastante água: a água é ideal para que os rins consigam desempenhar a sua função de filtrar o sangue, ela também ajuda a diluir os cristais filtrados, auxiliando na sua eliminação. Pouco líquido faz o órgão ficar sobrecarregado para trabalhar.

    Inserir hábitos saudáveis no dia a dia: reduzir a ingestão de gorduras, praticar uma atividade física regular, não fumar e controlar os níveis de estresse são práticas essenciais para a saúde do coração e do rim.

    Visitar o médico periodicamente: principalmente pessoas com histórico de doenças renais na família ou portadores de doenças crônicas e idosos devem realizar consultas periódicas ao médico para o devido acompanhamento.

    Os diabéticos também devem cuidar muito com o consumo de açúcar. Pacientes nessa condição, ao ingerirem doces, sobrecarregam os rins.

    Cuidar para manter rim e coração saudáveis é uma forma inteligente de manter seus órgãos saudáveis e evitar o desenvolvimento de doenças. No surgimento de doenças renais, é essencial você contar com o diagnóstico, orientação e acompanhamento do seu nefrologista. Só ele saberá indicar a melhor e mais segura forma de tratamento auxiliando, inclusive, na prevenção de problemas do coração.

    Se você gostou desse conteúdo e deseja mais informações sobre cuidados, prevenção e tratamentos de doenças renais, nos siga no Facebook e no Instagram.

    A Clinirim – Clínica do Rim e Hipertensão Arterial é uma instituição de saúde localizada em Florianópolis (SC) que tem como principal objetivo oferecer bem-estar e qualidade de vida para pacientes portadores de doenças renais crônicas.